Investidores chineses vão financiar construção de ferrovias em África

Investidores chineses vão financiar construção de ferrovias em África

Um grupo de investidores privados da China vai financiar a construção e requalificação de milhares de quilómetros de linhas ferroviárias em África, de forma a potenciarem o crescimento do comércio regional.

Uma das principais construções vai ser uma nova linha entre Mombasa e Nairobi, um investimento avaliado em kz 386 mil milhões (€2,9 mil milhões), refere o Financial Times. Paralelamente há também projectos para renovar a linha entre a capital da Etiópia e o porto de Djibouti, uma extensão de 756 quilómetros, e linha Rift Valley Railways, que liga Mombasa com Kampala.

Na inauguração da nova linha entre Mombasa e Nairobi vão estar presentes os presidentes do Quénia, Uganda, Ruanda e Suão do Sul, que serão os principais países a beneficiar das requalificações e também um sinal de que a expansão das linhas pode não ficar apenas pelo Quénia.

A maior parte das cargas comerciais africanas são transportadas através das rodovias, uma vez que as linhas ferroviárias estão degradadas e não conseguem acompanhar as exigências das novas trocas comerciais. O comércio entre a comunidade do Leste de África aumentou de kz 66.471 milhões, em 2000, para kz 232 mil milhões em 2012, segundo os dados do Fundo Monetário Internacional.

Foto:  US Army Afric / Creative Commons

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores