A obra de arte que se estende nas areias do Sáara (com FOTOS)

A obra de arte que se estende nas areias do Sáara (com FOTOS)

No deserto do Sáara, perto da localidade de El Gouna no Egipto, localiza-se a instalação Desert Breath, uma obra de arte com vários montículos de areia dispostos em dupla espiral. A obra tem atraído turistas desde que foi concluída em 1997, diz a Inhabitat.

A obra de grandes dimensões foi idealizada e realizada em dois anos por Danae Stratou, Alexandra Stratou e Stella Constantinides, perto do Mar Vermelho. A instalação em espiral está em torno de um lago artificial e cobre cerca de 93 mil metros quadrados do deserto.

A partir de uma vista espacial, a instalação parece uma grande espiral a girar em torno de uma grande piscina. A espiral é feita de duas vias em arco onde estão pirâmides de areia e cavidades em forma de cone. Foi necessário escavar cerca de 26 mil metros quadrados de areia para reutilizar seus os grãos de forma a obter o resultado que se vê na instalação.

O “sopro do deserto” tem uma aparência diferente, dependendo da altura do dia e a posição do Sol. O lago ao centro serve como um espelho de água que se transforma entre uma cor negra, um azul luminoso e um ouro brilhante quando a luz solar atravessa o deserto, criando um efeito surreal.

Os cones e as cavidades também mudam de aparência quando as suas sombras se movem de acordo com a posição do Sol: os cones formam sombras triangulares durante uns momentos do dia e as cavidades surgem como fases da lua durante outros.

Ao nível do solo, a instalação parece um campo de pirâmides com alturas entre os 1,2 e os 1,5 metros. Devido à natureza do deserto, os artistas antecipam que a obra se mantenha inteira durante muitos anos.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores