Jovem nigeriano cria carro movido a energia solar e eólica (com FOTOS)

Jovem nigeriano cria carro movido a energia solar e eólica (com FOTOS)

Segun Oyeyiola é um jovem estudante da universidade Obagemi Awolowo, na Nigéria, e o mais recente “herói” da sustentabilidade dos media internacionais. Segun transformou um Volkswagen Beetle num veículo movido a energia eólica e solar, que conjuga a auto-suficiência com a sustentabilidade, uma rara união.

O jovem, que estuda engenharia, passou um ano a trabalhar no seu Volkswagen Beetle e a modelá-lo para as energias renováveis. Várias das peças foram doadas pelos seus familiares e amigos, segundo explica o Fast Coexist, mas o jovem ainda teve de se financiar em 585 mil kwanzas – €4.600.

“Queria reduzir as emissões de CO2 que vão para a nossa atmosfera e originam as alterações climáticas e aquecimento global: estes são responsáveis pela disrupção dos ciclos habituais e [destruição] dos ecossistemas; e a agricultura, necessidade e fornecimento de água são negativamente afectados”, explicou o jovem ao Fast Coexist.

Segun explicou que quer “resolver este problema” e começou por construir um carro sustentável. “É um carro que utiliza energias eólica e solar. É um projecto pessoal”, continuou.

O Fast Coexist contactou John Preston, responsável pelo departamento de engenharia da Universidade de McMaster, no Canadá, e líder do projecto de carro solar, que ficou boquiaberto. “Nunca vi nada assim. Se conseguirmos utilizar estas duas energias no mesmo carro, será algo maravilhoso”, explicou.

“Isto quer dizer que poderíamos conduzir de dia e noite. Se ele conseguiu resolver este problema, é fantástico, uma grande descoberta”, continuou o responsável.

O jovem nigeriano diz que o seu carro tem ainda um GPS que monitoriza o estado do veículo. Há também um gigante painel solar no topo, visível nas fotos, e uma turbina eólica por cima do capô. Segundo Preston, isto permite ao ar seguir para a turbina enquanto o carro se move, ligando os rotores e carregando a bateria.

Segun está também a construir um sistema de suspensão forte, para lidar com o peso da bateria.

O sistema não é perfeito – nem seria previsível que fosse – uma vez que a bateria demora entre quatro a cinco horas a carregar, mas Segun diz que está a tentar melhorar esta situação. O grande desafio, admite, é procurar bons materiais para utilizar. “Quero continuar a melhorá-lo, para que seja o principal carro nigeriano no futuro”, concluiu o jovem.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores